Comunicação Interna

Objetivo Geral

Incentivar a comunicação e o compromisso para os objetivos gerais e específicos da Rede (de acordo a sua planificação estratégica), em correlação com o posicionamento definido, facilitando a troca de ideias, a apropriação de ferramentas e ações de Mercocidades, promovendo a participação informada e a articulação entre os diversos atores e instituições.

Objetivos específicos

  • Posicionar conceitualmente a Mercocidades ante os governos locais que a representam, considerando a missão e visão anteriormente mencionadas, implicando a toda a organização e comunicando-o de forma adequada a todos os atores da Rede.
  • Instalar conversações que abordem a problemática comunicacional, avaliando as dificuldades, necessidades, fraquezas, fortalezas, fomentando a transformação social, a inovação e as mudanças de hábitos e comportamentos quando for necessário.
  • Manter pontualmente informadas às cidades membro sobre as ações promovidas pela Rede, favorecendo sua apropriação e difusão internamente em cada governo.
  • Favorecer uma atitude proativa, o empoderamento e apropriação das cidades nas ações promovidas pela Rede, transmitindo os benefícios tangíveis e intangíveis de pertencer à Rede.
  • Desenvolver conteúdos criativos e de alta qualidade para a comunicação, que permitam melhorar e aumentar o atrativo da Rede para os governos que a integram.
  • Propor canais apropriados de comunicação interna segundo as necessidades prementes (promover uma melhor comunicação internamente em cada instância de trabalho da Rede e entre elas, fomentando a articulação de ações e a elaboração conjunta de produtos e conteúdos).
  • Incentivar a comunicação horizontal dos governos envolvidos na Rede, com vistas a favorecer uma maior riqueza e aproveitamento da mesma.
  • Reforçar a equipe de Comunicação na Secretária Técnica Permanente, promovendo a consolidação de uma equipe de trabalho com experiência e que possa ao mesmo tempo informar e capacitar sobre comunicação a outras instâncias da Rede quando for necessário.
  • Favorecer a participação informada e consensualizada (elaborando protocolos e recomendações para orientar a ação e as atividades das diversas instâncias da Rede e para os representantes de Mercocidades em cada governo).
  • Promover mecanismos de avaliação e monitoramento para cada instância.
  • Criar um Grupo regional de Comunicação que mantenha atualizado o Plano, realize recomendações para favorecer uma melhor comunicação entre as instâncias da Rede, um perfil regional de trabalho, fomente o trabalho articulado e transversal, e colabore com a formação de equipes de comunicação dos governos locais (se recomenda a definição de um interlocutor em comunicação, por cada instância de trabalho da Rede, para participar neste grupo).
  • Acessar a fundos para o financiamento de produtos, projetos, ferramentas e recursos humanos em comunicação, entre eles para o financiamento do Grupo Regional de Comunicação.

Público:

  • Alcaldes/prefeitos/governadores/intendentes dos governos membros da Rede.
  • Autoridades, técnicos e funcionários dos governos membros vinculados às Instâncias Temáticas que se trabalham na Rede.
  • Representantes das diversas instâncias da Rede, Comissão Diretiva, Conselho, Instâncias Temáticas, STPM e SE.
  • Representantes de Mercocidades em cada cidade.

 

Como registramos e avaliamos as ações internamente da Rede? Com que critérios?

Recursos e ferramentas disponíveis